3 de abril de 2011

Da falta de noção em três atos

"É morena, tá tudo bem"
 Los Hermanos
 
Ato I
Em busca da segunda opinião pra dar certeza no prosseguimento da cirurgia, lá fui eu atrás de outro ortopedista. Quando vi a cara do senhor que atenderia, achei bom que fosse um rosto conhecido, mesmo que fosse do tipo que não reconhece ninguém fora do ambiente específico de conhecimento (infelizmente, alguns brasilienses têm essa mania detestável). Estava com o raio-x nas mãos, sentei-me e cruzei as pernas.

- Primeiro, sua postura tá errada.
- Mas é que... eu não vim aqui pra isso...
- Segundo, já tô vendo que você não se exercita.
- Me exercito sim... Vai fazer 6 meses que estou na academia.
- Ah, então você nunca deve ter feito natação.
- Já fiz sim, por quase 3 anos da minha vida.
- Ah, então você é mirradinha assim naturalmente. Deve ser biotipo.
O.o

Até aqui basta pra nosso estudo de caso. Eu só consegui mostrar meu cisto no punho depois de uma discussão básica, disse que a cirurgia tava marcada e só queria ter certeza que precisava dela. Ele ainda teve coragem de mandar "ah, faz aqui com a gente!", seguido de sorriso de propaganda. Claro que depois de MIRRADINHA, sem chances de negociação.

Sair rolando você num quer não, né, dotô Bolotinha da Estrela?


Ato II
Momento de desespero em busca de professor particular de espanhol. Ligo pra uma das indicações:

- Por favor, a dona Indicada.
- Quem é? - respondeu a velhinha com sotaque de espanhol do Paraguai. Quer dizer, uruguaio, cof cof.
- A Livia.
- Mas quem é a Livia?
- Eu, ué.
- Ah tá. E o que você quer comigo?

Depois de explicar a situação toda, tive que marcar um dia de encontro "porque é muito importante a gente se conhecer antes de fechar negócio". Como já tinha sentido certo nível de insanidade, marquei numa praça de alimentação de shopping. Vai que, né?

- Então, eu preciso aprender espanhol em 1 mês, pra chegar lá falando...
- Mas isso é impossível.
- Mas o máximo que for possível aprender, é isso que eu quero.
- De que signo você é?
- Capricórnio.
- E seu ascendente?
- Não faço ideia. Mas o que isso tem a ver?
- Porque se você é de capricórnio com ascedente em gêmeos, vai ser mais fácil aprender. Se não, vai ser mais difícil.
- É? Mas eu acho que eu tenho facilidade de aprendizado normalmente.
- É, mas eu não tenho como saber. Que horas você nasceu?
- Não sei.
- Tem como você ligar pra sua mãe e perguntar?
- Sério?
- É que eu sou astróloga também. Eu preciso fazer seu mapa astral pra ver se essas aulas vão dar certo.
- Tá bom, espera um pouco... (super entrando na onda da maluca, discando pra mamãe)
- Eu acho que você tem algum signo de ar como ascendente.
- É, por que?
- Porque esguia do peitão como você é, postura de passarinho com o peito aberto é coisa de gêmeos
- (O.o) Mãe... você lembra que horas eu nasci?
...
- Então, eu vou fazer seu mapa astral e se você tiver interesse nas aulas me liga. Mas se não, nem me liga pra dizer que não quer. Não me liga, entendeu?

Não, eu não liguei. Fiquei curiosa pelo mapa, mas depois do ESGUIA DOS PEITÃO, achei melhor deixar pra lá. Fora que depender dos astros pra aprender a falar espanhol também é dose.

Véia doida.


Ato III
No barzinho madrileño, com mais um monte de amigos. Chega o argentino, no momento que geral sai para fumar (desde o começo do ano em Madrid, é proibido fumar em ambientes fechados. A cidade está zero preparada pra isso e agora eu enfrento alguns momentos rápidos de solidão quando saio de galera), e se aproxima da lesada sozinha na mesa, toda nerd jogando no celular:

- Nunca antes en mi vida habia contemplado tanta hermosura. (Por muito pouco ele não fala como o Buzz. Se dançasse igual, ganhava estrelinha na testa, ho ho ho)
- Gracias!
- De donde eres?
- Brasil.
- Ah!

Pela cara, o bicho tinha tido a super ideia genial. Correu até o amigo e voltou:

- Você es una gostosa.
- (O.o) Gracias... pero sabes que eso no es algo bueno de decir a chicas que no conoces? Si, no?
- Por que?
- Vete. Adiós.

Ok que comparado a mirradinha e esguia dos peitão, ser chamada de gostosa é tipo GO POKÉMON de evolução. Mas tipos, te conheço? Tá pensando que é bagunçado assim? E oxi, sai.


 
(O.o)(o.O)
Minha análise dessa bagaceira toda é que eu sou muito sensível a constatações nonsenses de gente estranha em relação a minha aparência. Não é que nunca vai estar bom... Na real, eu tive o azar de esbarrar com figurinhas loucas que não tinham ideia do perigo do meu olhar fulminante, inspirado na minha revolta interna. Respeito é bom, e eu sei dar até quando escuto declarações infelizes como essas. Então, seus sem noção da poxa, vão se lascar.

Por essas e outras, queria que a parte do meu cérebro responsável por respostas perfeitas a afrontas em geral funcionasse prontamente diante de ameaças. Mas se não tem como, acho que só essa cara aí já basta, NÉ NÃO?




*____*




Tenho que fazer minha tortuga em 3d, mas tava com mais saudade de escrever aqui do que de modelar (novidade ¬¬). Na próxima pausa, começo a série das teorias livianas. Aguarde e confie!

Un descansillo y ahora volvemos.

2 comentários:

.a que congemina disse...

Mirradinha, esguia com peitão... Gostosa é bem melhor mesmo. hahaha

As pessoas acham que a gente não tem espelho em casa e PRECISA de informação acerca da nossa própria aparência. Eu, hein...

Cê fica muito tempo longe, Livia! Aparece mais!
=*****


*Aprender espanhol baseado no que os astros dizem? OI, MINHA GENTE? hahahahahaha

Alana Ávila disse...

AHAHAHAHHAHAH
adorei!


Miamarrei no mapa astral :}