22 de novembro de 2010

Madrileña, pero no mucho

"Y va liviano mi corazón gitano
Que solo entiende de latir a contramano
No intentes amarrarme ni dominarme
Yo soy quien elige como equivocarme"
Shakira
 
Apenas 2 semanas vivendo em um dos pedacinhos fantásticos do velho mundo, mas muitas percepções e esperanças. Madrid é lindíssima, cheia de prédios antigos estilosíssimos, gente bem vestida (eu diria que bem empacotadinhas em seus casacos glamurosos se todos tivessem bom senso, mas... né?), gente de tudo quanto é parte do mundo, numa mistureba de sotaques em uma língua de fala apressada e engraçada (sempre) que ainda requere uma dose de interpretação extra para estrangeiros (ainda acho que o lance é se fingir de espanhola e tentar hablar como ellas).

A minha escuela é uma graça. Toda charmosa, com detalhes em rosa chock, laboratórios bem equipados e professores cabulosos de fodásticos em 3D e animação. A turma deve ter uns 20 neguim, 5 deles brasileiros (contando comigo), 3 ou 4 chicas e, claro, só nerd. Aí você vai dizer "mas também né, Livia, você inventa de fazer mestrado em animação 3D e ainda espera não encontrar freaks nessas parada?". Ok, fato... só não tinha concebido a ideia até constatar que estou cercada deles e, mas do que isso, faço parte do grupo. Tô na moda, né? ¬¬

A náite é bem agitada, cheia de barzinhos/inferninhos com variados bgs musicais. As comidas (na maior parte dos lugares "pagáveis") podem até brilhar de tanta gordura. E haja fome em mim! O frio me deixa mais faminta (se é que isso é possível)! Dá pra comer chocolate (sempre muito bom e daquele tipo mais grossinho, que minha mãe faz com leite condensado, creme de leite e maizena... nice!) con porras (que, calma, é aquela massinha do churro, sem preenchimento. A invenção do recheio acho que é coisa brasileña, si? Aqui eles comem churro de chocolate, mas é tipo uma camada de chocolate sobre a parada) em toda esquina. E melhor que isso, dá pra achar muamba/comida/bebida/desbloqueio de celular escondido/stuff em lojas de chineses, espalhadas em praticamente todas as ruas. Se há um chino por perto, não há o que temer... nada te faltará!

O metrô é incrível! Eu fico encantada toda vez que pego o mapa para descobrir como chegarei a qualquer lugar. E tem de tudo quanto é artista que SE ACHA músico around. Eles tocam violão, violino, teclado, ou botam o playback de qualquer clássico norte americano (all by myseeeeelf style) para mandar ver na voz. Isso rola nas estações, dentro dos trens e no meio da rua...

Gravei essa preciosidade no Rastro, uma feirinha de domingo em La Latina:



E esse  [UPDATE] japonês chinês [/UPDATE] numa rua do centro, próxima a Gran Vía:



E mais essa da caixinha de música. Eu sei que ela "faz" tanta música quanto DJs (bullshit), mas achei uma graça (e nesse vídeo tem bônus de apresentação da trupe brasileira-madrileña):



Como não gosto nem um pouco dessas coisas (aham, NOT), comecei a postar no meu canal do Youtube a série Madrid in street concert. Vou colocar o que vejo e ouço de mais interessante por aqui. Quem quiser, acompanhe.

O sol brilha todo lindão, o céu é de um azul que se compara ao de Brasília (a seca também), chove pouco... mas o frio é sempre exagerado. Eu sei que gostar muito de praia e sol do nordeste brasileiro, neste momento, não é um ponto positivo. Mas cara, acho que anyways é difícil para seres de países tropicais se acostumarem com temperaturas tão baixas. Em compensação, coisalindadedeos os casacões serem baratos (se comparados com os do Brasil) e a calefação existir em todo cantinho. Melhor que isso, só meu cobertor natural de Leopoldo.

Daí moradia: rolam os pisos compartidos, que são apartamentos divididos, esquemão pra quem está aqui para morar por um período menor e não quer se comprometer com contratos extensos, que imagino que sejam mais complicados de fazer do que no Rio (minhas antigas roomies "cariocas" sabem bem do que eu estou falando de busca de apartamento para estudantes "que podem ser modelos, que podem ser prostitutas"). Devo ter ligado para uns 40 números, visitado uns 15 quartos e conhecido uns 20 malucos, no mínimo.

E véi... só tem maluco. Da senhora que respira forte que me atende com um chiclete do lado de fora da boca (oié beibes, isso é sério) e fica falando e o chiclete acompanhando o abrir e fechar dos lábios (si-nix-tra) à casa das senhorinhas de pijamas, com caras de doidas típicas de filme do Borat, que anunciavam um quarto gigante, com cama de casal, sofá, guarda roupa, TV e (atenção:) santinhos por todos os lados (detalhe: eu tenho medo de entrar em igrejas cheia deles, sejam desenhados, em vitrais ou ícones mesmo). E elas vêm: HAY REGLAS: NO HOMBRES, NO VISITAS, NO RUIDO. Ok, besos, locas.

Por essas e outras, tô num albergue ainda, até o fim desta semana. Achei uma habitacion guay (tô um arraso no espanhol, né?), espaçosa e lindinha, e vou morar com chicos e chicas meio músicos, meio designers, pero profissionais. Acho que vai ser massa.

Tô com cabelo madrileño já, me virando bem na língua (meu objetivo é não ouvir o "obrigada" que quer dizer "reconheci sua brasilidade" depois de fazer uma compra), fiz alguns amigos que não me deixaram (e nem me deixarão) sem teto ou abraços ou agitos e, cof cof, conheci a Shakira pessoalmente (Samina mina ¡eh! ¡eh! waka waka ¡eh! ¡eh!). Animada com o curso, com a cidade, com as possibilidades de viagens pela Europa e de trabalhos mais criativos em animação na minha vida. Apesar de fria pra baralho, a cidade me recebe bem e toda bonita (rola até água com meu nome adaptado, hahaha #egocêntricafeelings)

Sinto saudade de mi novio, da família, dos colegas de trabalho e dos amigos... e vontade de receber visitas logo e montar um portfólio decente em 3D.

Os próximos posts vão ser mais leves, prometo. Eu precisava fazer resumão para quem me cobra novidades... Entonces, ei-las! Logo volto com textos em pílulas de paradas legais, como me gusta más. Por enquanto é isso tudo aí. [Tem mais fotos no meu facebook, okie?]

¡Hasta luego!

7 comentários:

Jackeline Borges disse...

Que Saudades Livinha...
E lendo seu post deu vontade de ir correndo para Madrid!
Aproveita pq vc merece isto e muito mais.
Bjs

PS: Agora assinando com a conta certa ;)

Leila disse...

Líviaaa! que saudades desse seu jeitinho de falar todo gracioso... Agora estamos afastadas não só por muitas terras, mas por muito mar também, né, Chica?! Que bom que tá aproveitando a vida aí. Graças à Deus não passou pelo sufoco da "gincana apê do Rio"! hehe Espero ler mais cositas sobre você. Bjo e mais beijo da sua minhoca =*

~ Abbdoozida disse...

Adorei as notícias e tenho que te dizer que frio dá fome sim! Devo alguns dos meus vários quilinhos americanos aos mil graus abaixo de zero. Portanto, cuidado com as calorias madrileñas, guapita! Besos!

Andréia Soares disse...

Confesso q li os primeiros parágrafos e depois só li "as figura"!!
Ahaeuheuhau

Sua linda, continua postando aí e dando notícias pra gente, tá!?

Xêro!
;)

.a que congemina disse...

Tô vendo que o negócio aqui vai bombar. Aguardo as próximas novidades!
=D

Velhinho tocando copo é genial, hein? Achei que isso só rolava em filme de miss EUA. =P

Boa sorte aí, bonita!
=****

Renan disse...

Livinhaaa!
Consegui ler tudo! Hehehe
Muito bom seu post! Creio que 2011 vc terá visitas! (I hope so...)
Pero, una corrección: não é japonês o cara que toca: É chinês. Essa é uma espécie de violino chinês chamado er-hu. http://pt.wikipedia.org/wiki/Erhu
E nem vem que não é tudo igual, não...
Mas tá perdoada, pois só um puro sangue pode sacar a diferença, né?
Kkkkkkkkkkkkkkkk
Bjos e buenas sorte, chica!

Isabela disse...

Que ótimo ler notícias suas. Escreva sempre e vá no Parque Del Retiro! Besos