12 de abril de 2010

Sobre a loucura de todo ser

"I'm just one of those ghosts
Travelling endlessly
Don't need no road
In fact they follow you
And we just go in circles"

Paramore





E quando ela perdia o chão, caminhava indefinidamente, sem rumo, em busca de terra firme ou de um canto para se esconder. Um único desejo impossível: amigo mundo, pare de girar por poucos minutos, até que eu me sinta recomposta e preparada para enfrentar o que for.

Às vezes eu me acho tão louca. Mas sei lá... tem coisa que é só humana. Cada um foge dos problemas do seu jeito. Cada um recupera a coragem para lidar com eles a sua maneira. Cada doido...

Que venham. Estou caminhando todo dia agora... e firmando bem meus pés no chão. Dia após dia fica mais difícil perdê-lo de vista.

Nenhum comentário: